Fennesz | Braga Cool
Entrar | Registo

Agenda

Fennesz

Guitarrista desde muito novo, Christian Fennesz é um marco na história recente da música eletrónica. Da exploração da guitarra à composição digital, o trabalhou que desenvolveu em prol da música ambiental e da música experimental colocou o austríaco como um dos mais admirados e respeitados músicos da música eletrónica.

As primeiras edições discográficas remontam ao início da segunda metade da década de 90, altura em que assina contrato com a Mego Records e edita o EP Instrument. Em cinco anos, Fennesz estaria a colaborar discograficamente com o guitarrista e produtor australiano Oren Ambarchi e com o mago experimental norte‑americano Jim O’Rourke. Mas foi só em 2001, aquando do aclamado disco Endless Summer (Mego Records), que Fennesz atingiu a notoriedade internacional pela sua obra artística contemporânea. Resultado do seu empenho e de alguma popularidade, estaria pouco depois a encontrar‑se em palco com o mestre compositor japonês Ryuichi Sakamoto, num teatro de Roma e ao computador, colaboração que viria a resultar num EP de estreia e se estender‑se-ia a dois brilhantes discos nos anos seguintes. Entre estas duas pérolas sonoras, Fennesz teve ainda tempo para In The Fishtank 15, disco que o junta a Sparklehorse, lançado um ano antes de Mark Linkous nos deixar.

Agora, disco lançado este ano, faz pausa a um natural hiato discográfico no que toca aos trabalhos a solo – o último, ou os últimos, Mahler Remixes (Touch) e Bécs (Editions Mego) datam de 2014. Fennesz diz‑nos que Agora é “uma história simples”. Movido pela perda temporária de um estúdio, tendo sido obrigado a transferir todo o material para um apartamento onde acabara por gravar o disco. “Foi tudo feito com headphones”, diz, acrescentado que até o que parecia ser uma situação frustrante se revelou em algo saudoso, lembrando os primeiros discos nos idos anos 90. “Acabou por ser inspirador”. Tão inspirador quanto minimal, Fennesz utilizou tudo o que fosse mais acessível às mãos, deixando para trás todos os instrumentos e equipamentos que estavam à sua disposição. Gesto modesto de quem se junta com os melhores, seja David Sylvian ou Alva Noto. Agora, agora perto de nós, quase como se fosse música simples.

Quando?

Quarta, 19 Junho de 2019
Das 13:00 às 23:30

Onde?

Praça Conde de Agrolongo, 123
gnration
4700-312 Braga

Mais Info

+351253142200